ACI e Câmara Texana lançam Missão Empresarial ao Texas 2022

ACI e a Câmara Texana de Comércio no Brasil lançaram a Missão Empresarial ao Texas 2022, que será realizada entre os dias 20 e 30 de março do próximo ano.

A reunião de lançamento, na sede de ACI, foi coordenada pelo vice-presidente de governança e qualidade, Diogo Leuck, e contou com a presença do presidente da Câmara Texana, Max Paul, de empresários que pretendem participar da missão e de integrantes do Comitê da Indústria.

Exclusiva para associados da ACI, a missão tem como objetivo conhecer as potencialidades econômicas do Estado do Texas para a geração de negócios às empresas participantes nas áreas de gestão, inovação, cultura e idioma, logística, serviços, mobilidade urbana e segurança.

Os cerca de 20 participantes vão visitar as cidades de Houston, Austin e San Antônio, que concentram 80% da população economicamente ativa do Texas e integram a região denominada de Texasplex, uma das mais ricas dos Estados Unidos e conhecida pelo baixo custo e pela qualidade de vida.

Austin é a capital do estado texano e sede de muitas corporações de alta tecnologia, sendo por isso denominada de Colina do Silício. Houston é a cidade mais populosa do Texas e sede da Nasa, além de outras empresas que integram um amplo parque industrial. San Antônio, por sua vez, é o principal destino de compras dos Estados, com vários shopping centers e grandes universidades.

O Texas pode ser uma porta de entrada para empresas que querem exportar seus produtos aos Estados Unidos ou mesmo instalar unidades fabris em solo americano. O maior estado continental dos Estados Unidos (659.621 km) possui 2,5 vezes a extensão territorial do Rio Grande do Sul, 30 milhões de habitantes e PIB de US$ 1,9 trilhão. É a segunda maior economia norte-americana e sede do segundo maior fundo de fomento dos Estados Unidos, além de ter baixa carga tributária e um ambiente favorável aos negócios.

“Será uma missão de aprendizado, conexão e negócios. O que vamos ver e aprender no Texas pode servir de referência à região durante vários anos”, afirma Diogo Leuck.

“Os empresários vão ter acesso a novos horizontes e manter contato com representantes do governo texano e empresários que há muitos anos atendem a missões de todo o mundo”, acrescenta Max Paul.

Conforme ele, há muito o Texas deixou de ser um estado agropastoril e dependente de óleo e gás e tornou-se uma economia diversificada e em crescimento há vários anos seguidos. Nela, destacam-se as indústrias aeroespacial, farmacêutica e química. Além disso, vêm ganhando destaque as empresas de tecnologia e de energia limpa.

“O Texas oferece oportunidades a empresas de todos os portes e segmentos, mas é preciso seguir o modelo empresarial norte-americano, com planos de negócios bem-estruturados e condições de atender plenamente às demandas dos clientes locais”, acrescenta Max Paul.


Fonte: ACI-NH