Estes seis investimentos vão te gerar lucro sem cobrar impostos

Com valores a partir de 30 reais, confira as vantagens e as desvantagens de seis aplicações livres de Imposto de Renda

Um dos pontos mais importantes a observar no momento de realizar uma aplicação é o valor que será pago à Receita Federal. Dependendo da dentada do Leão, a rentabilidade do capital investido diminui consideravelmente.

A boa notícia é que existem, além da boa e velha poupança, pelo menos seis investimentos rentáveis e isentos de tributação, com aportes a partir de 30 reais.

Mauricio Villon da Silva, de 46 anos, empresário da construção civil, virou freguês da modalidade. Há um ano, ele começou a investir em ativos desse tipo, como Letra de Crédito Imobiliária (LCI) e Letra de Crédito Agrícola (LCA). “Elas são boas para quem pode deixar o dinheiro rendendo por um prazo determinado”, diz.

Hoje, ele dedica cerca de 35% do capital aos papéis não taxados. Considerando o bolo todo, a tática de apostar nas isenções já o fez lucrar 8% sobre o valor investido. “É uma quantia significativa que, em vez de ser paga em taxa, virou ganho.”

De acordo com especialistas do setor financeiro, o grupo de aplicações isentas é vantajoso para quem deseja diversificar. Nessa categoria, há operações ainda pouco exploradas pelos brasileiros, como venda de ações até 20 000 reais, dividendos e fundos imobiliários.

“Estas duas últimas opções, se bem planejadas, podem levar o investidor a viver de renda”, afirma Mauricio Manzano Mendes, especialista em renda fixa da corretora Coinvalores.

O engenheiro de produção Junior Grilli, de 41 anos, é um exemplo de quem colocou o dinheiro para “trabalhar”. Quando a empresa na qual atuava como gerente de compras de matéria-prima entrou em crise e ele foi demitido, em 2015, começou a estudar finanças por conta própria. Leu livros a respeito do tema, assistiu a tutoriais no YouTube e devorou relatórios de corretoras.

Seguro com o conhecimento adquirido, investiu toda a rescisão, cerca de 120 000 reais, em dólares, ações, fundos imobiliários, LCI, LCA, debêntures incentivadas e dividendos. Com a manobra, conseguiu manter o padrão de consumo da família durante o período mais crítico de sua vida profissional.

Atualmente, Junior diz que ganha mais dinheiro assim do que quando era CLT e recebia um salário fixo. “O que mais me atrai são os dividendos. É uma tática chamada ‘bola de neve’, pois o montante vai crescendo.”

Operando em quatro corretoras diferentes, ele afirma que não dá para manter as operações isentas de fora da carteira. “Graças a elas eu já deixei de desembolsar 20% dos meus ganhos, o que me rendeu alguns milhões a mais na conta”, afirma, sem revelar valores. Veja, a seguir, seis investimentos acessíveis, rentáveis e isentos de IR.