IR: Consultor responde dúvidas sobre espólio e quitação de dívida

O consultor Antônio Teixeira Bacalhau, da IOB Folhamatic, responderá diariamente, até o dia 30 de abril, cinco perguntas enviadas por internautas do G1 sobre a declaração do Imposto de Renda 2014.

1)  Os meus dois filhos são meus dependentes e eles fazem cursos superior e fazem estágio. Como tenho que fazer para a declaração ficar certa, pois eles ganham em média R$ 650 por mês? Será que tenho que tirar eles da minha dependência? (Jeosadaque Monteiro)
Resposta: 
Não. Desde que eles tenham até 24 anos de idade e que você informe os rendimentos recebidos por eles na ficha “Rendimentos Tributáveis Recebidos de Pessoa Jurídica”.

2) No informe de rendimentos fornecido pelo banco, quando o saldo for negativo, onde devo declará-lo? É obrigatória a declaração dessa informação? (Juliano Paula)
Resposta: 
Saldo negativo deve ser informado na ficha “Dividas e Ônus” se o saldo for superior a R$ 5.000,00 em 31 de dezembro de 2013. Valor Igual ou inferior a R$ 5.000,00 não precisa se informado.

3) Comprei um veículo ano de 2013 zerado na concessionária para minha irmã pagar as prestações em 60x, porém ela não transferiu para o nome dela. Vou ter que declarar no meu nome esse carro? (Maria Fernandes)
Resposta: 
Sim, o veículo deve ser informado em sua declaração e os valores pagos por ela devem ser informados na linha 10 da ficha “Rendimentos Isentos e Não Tributáveis”, como doação recebida.

4) Meu sogro faleceu há mais de 14 anos. Ele possui um apartamento no nome dele, fiz declaração de espólio por 6 anos, depois parei. Minha sogra ainda é viva. Como devo proceder daqui pra frente? (Wanderley Barbieri)
Resposta: 
Se o formal de partilha já foi homologado, entregue a declaração final de espólio.

5) Comprei um carro e dei 12.400,00 de entrada e financiei 44.500,00. Quitei o carro em 2012, que valor devo colocar na situação 31/12/2013? (Alessandra Olivério)
Resposta: 
No campo “Situação em 31.12.2013” repita o mesmo valor constante no campo “Situação em 31.12.2012.

Fonte: G1